4 mitos sobre o café que não são totalmente verdadeiros01/04/2019

O café ajuda perder peso? Causa hipertensão? Veja as 4 respostas a alguns mitos que existem sobre esta bebida.

Ajuda a perder peso.
"Nem por isso. Pode dizer-se que o efeito estimulante do café poderá aumentar o metabolismo, mas calma. Uma vez que é um alimento termogénico, pode levar a um aumento do metabolismo, mas não é por isso que nos faz perder peso. É certo que aumenta ligeiramente o metabolismo, mas apenas ligeiramente", revela à Maria Gama numa entrevista. Portanto, não conte com ele para o fazer emagrecer milagrosamente.

As grávidas não devem beber café.
Vamos resumir tudo numa frase: não dever beber café é diferente de reduzir o seu consumo. Segundo especialistas, é aconselhado que as grávidas diminuam o seu consumo, para cerca de um café por dia, já que têm menos capacidade de o metabolizar. Mas atenção: não têm de deixar de beber.

O café faz mal à saúde.
"Desde que moderado, não existe problema em consumi-lo. Combate a fadiga, aumenta os níveis de alerta e de atenção e pode também ter um efeito protetor contra diversas doenças, como o cancro do cólon, diabetes tipo II e doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, entre outras. Além disso, a cafeína pode melhorar ligeiramente o rendimento desportivo", por Maria Gama.

Causa hipertensão.
Apesar de causar um pequeno aumento da tensão arterial, ao contrário do que se possa pensar, o consumo moderado pode ter um efeito protetor do sistema cardiovascular. De acordo com Maria Gama, o consumo de café não está associado a um maior número de casos de hipertensão arterial ou arritmias.
Portanto, pode beber sem medos desde que, claro, não ultrapasse a quantidade recomendada. Ou seja, o consumo diário deve estar entre 200 a 400 miligramas, o que se traduz em dois a quatro expressos por dia. Acima destes valores não será interessante, uma vez que não existe nenhum benefício e poderá levar a insónias ou ansiedade.

Comentários

Sem comentários

Deixe a sua opinião.